NOTÍCIAS


Mulher é presa acusada de participar na morte de Adiel Schafaschek em Natal (RN), Adiel era natural de Papanduva

Uma mulher de 28 anos foi presa por policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), apontada como suspeita do latrocínio do gerente Adiel Cardoso Schafaschek, de 38 anos, que foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (22), em Capim Macio, bairro da zona sul de Natal, no Rio Grande do Norte. O rapaz era natural de Papanduva (SC) e morou por algum tempo em São Mateus do Sul. Segundo informações, o homem foi vítima do golpe conhecido como “Boa Noite Cinderela”, no qual a vítima é dopada ao ingerir uma bebida alcoólica misturada com uma ou mais substâncias alcaloides (de origem natural ou sintética). O etanol (álcool utilizado em bebidas alcoólicas), nesse caso, é usado como potencializador dos efeitos da substância.

Segundo as investigações, além da suspeita que foi presa em flagrante no bairro de Lagoa Nova, Zona Sul de Natal, existe a participação confirmada de mais uma mulher no crime de latrocínio. Na ocasião, a vítima foi deixada totalmente despida e desacordada em um terreno vazio no bairro Capim Macio, por duas mulheres, que estavam em um veículo Ônix, da marca Chevrolet, de cor branca.

As investigações por parte do DHPP continuam no sentido de localizar a segunda suspeita, que já foi identificada.

Relembre o caso

Adiel Schafaschek, de 38 anos, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (22), em Capim Macio, bairro da zona sul de Natal, no Rio Grande do Norte. O rapaz era natural de Papanduva (SC) e morou por algum tempo em São Mateus do Sul.

Os policiais foram ao local e colheram o relato de moradores da área, que afirmaram terem visto um veículo abandonar o corpo. O homem estava sem roupas. Os policiais isolaram a área até a chegada do Itep – Instituto Técnico-Científico de Perícia, que recolheu o corpo da vítima e realizará a perícia. A Polícia Civil deve investigar o caso.

A reportagem do Portal RDX apurou que Adiel atuava como gerente do Banco Pan no Nordeste, sendo responsável pela região de Natal, Rio Grande do Norte e João Pessoa, na Paraíba. Ele estava em um evento com representantes da empresa, quando um dos participantes teria o convidado para retornar ao hotel, porém ele afirmou que iria mais tarde. Após isso, o homem não foi mais visto.

Adiel era natural de Papanduva (SC) e trabalhava no ramo automotivo, onde morou em São Mateus do Sul por cerca de 12 anos e trabalhou na Mallon VW, Castrovel Veículos. Logo em seguida assumiu o cargo de operador do Banco Pan, em União da Vitória e posteriormente foi transferido para Guarapuava. Mais tarde assumiu a gerência no estado de Minas Gerais e atualmente estava na região do Nordeste.

O homem possui familiares em São Mateus do Sul. Ele é sobrinho de Clarice Augustinhak e José Gilmar Augustinhak, conhecido como Polonês. Já seus pais são naturais da cidade de Mafra (SC), onde o corpo será trasladado e sepultado nesta segunda-feira (25). Ele deixa a esposa e três filhos.

Da Redação Portal RDX, com informações Portal Icém Icaraúbas




25/09/2023 – Super FM

COMPARTILHE

SEGUE A @SUPERFM89.1

(47) 3653-1883

comercial@superfm89.com.br
Papanduva – SC

NO AR:
RANCHO NATIVO