NOTÍCIAS


Golpista envia mensagens se passando por advogados de Canoinhas

Um golpista está enviando mensagens pelo WhatsApp por meio das quais se passa por advogados de Canoinhas e região. O texto das mensagens é padronizado e diz precisar de retorno urgente da vítima para tratar sobre um processo, prática que não é realizada por advogados.

Uma das advogadas cujo nome está sendo usado para aplicar os golpes é Bianca Roberta Coser Neppel, que já foi vítima da tentativa de golpe por duas vezes, a primeira há cerca de 20 dias, quando foi criado um contato de WhatsApp com sua foto do Facebook, e a outra nesta terça-feira, 18.
“Inicialmente entram em contato como se fosse minha secretária e depois direcionam o cliente para conversar com outro número, como se fosse meu. Em seguida pedem que o cliente pague as custas finais para liberar indenizações que sequer existem”, relata Bianca.
A advogada registrou Boletim de Ocorrência (BO) e foi informada na Delegacia que este tipo de golpe é comum, que diversos advogados estão tendo suas fotos e dados usados indevidamente. “Então o que posso fazer é avisar meus clientes para que denunciem a conta e que entrem em contato através do WhatsApp de sempre. Além do que, eu nunca peço dinheiro para quitar custas, sendo que repasso o boleto para que o cliente pague, quando houver necessidade”, esclarece a advogada.
Bianca avalia de que forma a quantidade de dados disponíveis na internet pode facilitar a abordagem dos criminosos. “Os processos judiciais são públicos, mas os vazamentos de dados que aconteceram recentemente revelaram informações pessoais que antes seriam mais difíceis de serem compartilhadas”, relata.
CONTATO COM O GOLPISTA
O JMais entrou em contato com o número registrado na mensagem e, agora, o golpista está utilizando nome e foto de um advogado de Indaial, Valmor José Marquetti.
Antes mesmo de a reportagem informar o motivo do contato, o golpista perguntou se a mensagem seria para tratar de um processo. Para verificar qual seria sua reação, passamos um nome fictício a ele. Poucos minutos depois, o golpista afirma que há o valor de R$ 46.614,96 a ser recebido.
Porém, para que o dinheiro seja creditado para a pessoa inventada pela reportagem, seria necessário enviar dados bancários ao golpista.
Quando questionado sobre os golpes que estaria aplicando, o golpista enviou uma figurinha ilustrando um ato sexual.
Entramos em contato com o escritório do verdadeiro advogado Valmor José Marquetti, cuja foto é utilizada pelo golpista. O escritório enviou uma nota à reportagem dizendo que já tomou conhecimento sobre a ação do golpista e que não é a primeira vez que isso acontece.
“Os bandidos da internet, infelizmente, estão por toda parte. Hoje o sistema judiciário brasileiro conta com o apoio da tecnologia e é aplicado o que chamamos de juízo 100% digital. Toda essa modernidade traz infinitos benefícios, mas ao mesmo tempo nos deixa à mercê de hackers mal-intencionados que acabam conseguindo acessar os bancos de dados e utilizar as informações de clientes para aplicar golpes”, afirma a nota do escritório de Marquetti.
COMO EVITAR GOLPES
Para evitar cair em golpes, é necessário tomar algumas precauções, como não utilizar o CPF como chave Pix.
Não se deve fornecer informações como senhas, dados de cartões e contas bancárias, número de documentos por telefone ou WhatsApp de empresas, instituições, escritórios de advocacia e desconhecidos. Verifique se o contato está sendo feito pelos telefones oficiais daquela instituição.
A advogada Bianca Neppel destaca que sempre que tratar com advogados novos, principalmente se o atendimento for 100% virtual, é importante verificar no site da OAB se o profissional possui inscrição ativa. E, no caso de sociedade de advogados, antes de assinar qualquer contrato, é útil solicitar o número do CNPJ e checar se está regular no site da Receita Federal. Isso vale para qualquer tipo de serviço ou empresa que a pessoa esteja contratando, no caso de médicos, o CRM deve ser checado no site oficial do Conselho Federal de Medicina.
Além disso, é importante evitar o envio de documentos e códigos, além de desconfiar de todo pedido de transferência de valores.

Fonte: JMais




24/04/2023 – Super FM

COMPARTILHE

SEGUE A @SUPERFM89.1

(47) 3653-1883

comercial@superfm89.com.br
Papanduva – SC

NO AR:
RANCHO NATIVO