NOTÍCIAS


Acusado de matar ex na frente da filha é condenado a 32 anos de prisão em SC

O homem de 35 anos que matou a ex-companheira Ariane Isabel Tenfen Mendes, de 21, na frente da filha de 3 anos do casal foi condenado à prisão. Ele recebeu pena de 32 anos, 4 meses e 28 dias, informou o Poder Judiciário.

O crime ocorreu em Águas Frias, no Oeste de Santa Catarina, em novembro de 2020. Além da pena, foi decidida indenização de R$ 100 mil aos familiares da vítima. Cabe recurso.

O júri popular ocorreu na sexta-feira (5) e o resultado foi divulgado nesta quarta (10).

O acusado recebeu pena por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio. Além disso, foi condenado por ameaça e lesão corporal.

Ele está preso preventivamente e não pode recorrer em liberdade. A filha do casal ficou com a avó, segundo o Poder Judiciário.

De acordo com a denúncia, a mulher foi ameaçada pelo ex-companheiro nos dias 7 e 8 de agosto de 2020, e, ainda, em 23 de outubro do mesmo ano. Nessa última data, o agressor causou lesões corporais na vítima, com socos e empurrões.

Por causa disso, ela pediu medida protetiva. A solicitação foi atendida em 4 de novembro.

Dessa forma, o réu era obrigado a manter uma distância mínima de 100 metros da ex-companheira e foi proibido de fazer qualquer tipo de contato com ela.

Porém, em 7 de novembro ele foi até a casa dela, com a desculpa de ver a filha, e atacou a vítima com golpes de faca. Depois, fugiu em um carro que estava preparado para ele próximo ao local. Ele foi preso dias depois e, desde então, está no sistema prisional.

Fonte: G1




12/05/2023 – Super FM

COMPARTILHE

SEGUE A @SUPERFM89.1

(47) 3653-1883

comercial@superfm89.com.br
Papanduva – SC

NO AR:
FURDUNÇO